28.3.10

Salve a humanidade em dez secundos em Run Jesus Run.

27.3.10

As chances de você ler Finnegan's Wake são mínimas. Não faça como eu e economiza dinheiro e espaço na estante e fique com essa versão na web.
Fatos como populações, PIBs, países mais ricos e pobres mudam quando você não está olhando. Atualize-se gradualmente com o mundo desde que você saiu da escola.
Você é narcisista? Segundo este teste, eu não sou.

20.3.10

Dia de Gibi Novo: Logicomix

Terminei ontem Logicomix - An Epic Search for the Truth, dos gregos Apostolos Doxiadis, Christos H. Papadimitriou e Alecos Papadatos. A graphic novel é uma biografia do filósofo e pacifista Bertrand Russell, centrada na sua busca pelas fundações da Matemática através da lógica. No caminho, ele passa por uma guerra mundial (a primeira) e conhece algumas das figuras mais importantes do pensamento do século passado, como Poincaré, Wittgenstein e Gödel.

A história - e o vislumbre das idéias na sua base - são muito interessantes, mas não funciona como quadrinhos. A maior parte do volume é tomada por Russel narrando sua vida em uma conferência. Esse recurso é, por sua vez, envolto pelos autores da graphic novel discutindo o texto e explicando as idéias do filósofo. O resultado é muito texto expositivo, que coloca as imagens em último plano - um problema comum dos "quadrinhos de idéias".
Rê Bordosa: vida, criação e morte em stop-motion.
Uma pequena amostra do trabalho da Sterling Cooper.

15.3.10

O iPad e outros e-readers estão sugerindo a volta de algo muito parecido com os cd-roms. Sendo muito otimista, posso até lembrar de The Diamond Age.
Fios já não são necessários para transmitir dados. Em breve poderemos ter energia elétrica wireless.

10.3.10

O Livro dos Sere Imaginários - aqui em versão ilustrada - é um precursor cabeça do Monster Manual de D&D. (Obrigado, Fábio)
Algumas idéias do que fazer se você for a última pessoa no mundo. Muitaas são fantasiosas demais, outras pessimistas e pouco práticas, mas vale a pena dar uma olhada.
Conforme a tecnologia avança e os hábitos mudam, muitas profissões se tornam obsoletas.
Eye Candy: 365 dias de colagens.
Em 1975, a União Soviética fez sua primeira viagem à Lua - segundo uma peça de propaganda de 1955.
Apesar de horrorosos, esses anúncios publicados na Wired nos anos 90 me enchem de nostalgia.

9.3.10

Ao mesmo tempo que queria ter um apartamento enorme com espaço para organizar minha biblioteca, ter um escritório e receber gente, eu queria morar num espaço bem menor e me livrar de um bocado de bagagem. Infelizmente não é possível.
Aprenda a cuidar melhor das suas roupas.

8.3.10

Se você está triste porque não pode fugir para o Japão e se afogar em sushi e mangá, concentre-se no lado ruim de viver por lá.

6.3.10

Tim Burton's Alice in Wonderland (Disney) represents the confluence of a number of depressing cinematic trends: the need to ransack classic children's literature for ideas, the unimaginative layering of 3-D technology onto a visual universe that would look just fine without it, and the belief that slathering familiar storylines with a superficial gloss of Gothic "darkness" constitutes a substantial reinterpretation.

5.3.10

Na época em que discutia conceitualmente o hipertexto, Fogo Pálido era freqüentemente citada como uma obra que exemplificava perfeitamente o funcionamento de um. Finalmente alguém deixou de preguiça e automatizou o troço.
Eye Candy: Astronautas
Philip Bond desenhando astronautas. Aproveite e explore o resto do Planet Bond.
Cory Doctorow fala dos erros mais comuns ao prever o futuro.
Uma viciada tenta passar uma semana sem livros.
A bola de cristal da estatística aponta Bastardos Inglórios para o Oscar de melhor filme.

4.3.10

Você já deve ter visto. Se não viu, é obrigatório: o Porra, Maurício! seleciona algumas das muitas bizarrices em 50 anos de Turma da Mônica.
Já passou da hora de enfrentarmos o problema do alcoolismo entre os macacos.

1.3.10

Eu quero acreditar que esses steampunks brasileiros citaram o quadrinho e o repórter entendeu o filme dA Liga Extraordinária. É, foi isso.
Entre todas as doenças mentais, a depressão é desproporcionalmente presente. Seria um sinal de que ela tem um benefício evolutivo?